Estelionatários aplicam golpe de mais de R$ 20 mil em lojas de Bady, Cedral e Potirendaba

Posted by at 10:06 Comments Print

Reportagem de 26/07/2019

Uma quadrilha de estelionatários foi flagrada aplicando golpes em lojas de Potirendaba, Cedral e também em Bady Bassitt nesta última semana de julho. Em uma rede de lojas o grupo causou prejuízos de cerca de R$ 20 mil.

De acordo com um dos proprietários do grupo, Mayk Palharini, os crimes começaram a ser aplicados no dia 11/07. Todos bem vestidos, com vocabulário culto e sem levantar qualquer suspeita, eles apresentavam documentos falsificados com nomes de pessoas de outras cidades sem qualquer tipo de restrição financeira.

“Eles não levantavam qualquer tipo de suspeita, pois utilizavam nomes, endereços e números de documentos de outras pessoas, com fotos deles. A gente realizou consultas em diversos órgãos de proteção ao crédito e em nenhum deles apresentava restrição, muito pelo contrário, todos tinham score alto e aprovação em todas as instituições de crediário”, explica.

Até o momento, através de câmeras de segurança de seus comércios, o proprietário identificou um grupo formado por oito pessoas. Eles agiram em Potirendaba, Cedral e Bady Bassitt.

Mayk conta que só foi possível descobrir que se tratava de estelionatários, quando, três integrantes do grupo tentavam comprar um aparelho da marca Samsung avaliado em mais de R$ 5 mil simultaneamente em lojas das três cidades. O caso aconteceu na última terça-feira (23/07).

“Os três gerentes me ligaram ao mesmo tempo falando que as pessoas queriam abrir crediário para a compra do aparelho, foi onde desconfiamos do golpe. Ao mesmo tempo, uma das pessoas que estava tendo o nome utilizado pela quadrilha recebeu uma ligação de uma financeira perguntando se ele estava tentando efetuar uma compra de um celular em Cedral e ele disse que não. Ele entrou em contato com a nossa loja e orientamos ele a procurar a polícia”, diz.

Ao deixar a loja de Potirendaba, uma das suspeitas foi aborda pela Guarda Civil Municipal, onde ela apresentou seus documentos verdadeiros e acabou sendo liberada. Com os documentos falsos, o grupo conseguiu abrir quatro crediários próprios das lojas e dois de instituições financeiras.

Ao todo, a quadrilha efetuou compras de cerca de R$ 20 mil nas três cidades. Eles levaram patinetes elétricos, celulares de última geração, além de outros aparelhos e equipamentos.

O caso foi registrado pela Polícia Civil de Cedral que vai instaurar inquérito para apurar o caso. Imagens do circuito interno das três cidades serão entregues à polícia e deverão ajudar a identificar o bando.

“É uma sensação de impunidade muito grande, pois você veja o criminoso na sua frente, cometendo um crime e ninguém faz nada porque parece que a lei protege esse tipo de situação”, desabafa Mayk.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts