Empresa de açúcar de Santa Adélia é multada em R$ 15 mi

Posted by at 17:18 Comments Print

A multa mais alta da história da região foi aplicada à um dos maiores desastres ambientais pela Cetesb. O depósito de açúcar da cidade de Santa Adélia, onde um incêndio consumiu toneladas de açúcar, foi multado no fim da tarde desta terça-feira (3), em R$ 15 milhões.

No dia 25 de outubro, uma pane elétrica teria provocado um incêndio em uma das esteiras de carregamento do galpão. As chamas derreteram cerca de 28 toneladas de açúcar que ficavam estocadas e aguardavam carregamento para o porto de Santos (SP).

Com a água que os bombeiros usaram para apagar o fogo e o derretimento do produto, uma lava de caramelo se formou e atingiu dois dos rios mais importantes da região, São Domingos e Turvo. Centenas de milhares de peixes de várias espécies morreram por falta de oxigênio na água.

Para chegar ao valor da multa, a Companhia Ambiental levou em consideração a mortandade de peixes e os impactos no entorno do armazém. Além de pagar a quantia, a empresa deverá seguir algumas regras para voltar a funcionar.

“A empresa vai ter que apresentar um estudo de recuperação dos rios, além dela ter que trabalhar nos moldes do Corpo de Bombeiros”, disse o gerente da Cetesb, Antônio Falco Junior.

O representante da secretaria estadual do meio ambiente, Mario Welber, afirma que atualmente a lei estadual não exige que depósitos de açúcar tenham uma licença ambiental para funcionarem, afinal, armazenam um produto sólido que não é toxico. Porém, Welber disse que a legislação deve ser mais rígida para esse tipo de local.

“Depois desse desastre em Santa Adélia vamos começar a olhar com outros olhos, principalmente das atividades não licenciadas como depósitos de açúcar. O secretário Bruno Covas já está estudando mudanças na lei e até mesmo ações que venham coibir esses tipos de acidentes, para que se futuramente ocorrer algo semelhante, a própria legislação possa agir de forma mais adequada em casos como este”, disse Mario.

Em nota, a assessoria de imprensa da empresa informou que recebeu a documentação e está avaliando o caso.

(Foto arquivo: Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts