Em menos de três meses depois de recapeada, rodovia que liga Potirendaba a Cedral já está toda esburacada e com rachaduras

Posted by at 8:30 Comments Print

O asfalto feito na SPA-423/310 João Neves, que liga o município de Potirendaba a Cedral, já está totalmente esburacado e com diversas rachaduras. O que mais impressiona é que o recape tem pouco menos de 90 dias.

Conforme a Gazeta do Interior mostrou em janeiro do ano passado o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), decidiu na época, recapear apenas 3,9 quilômetros dos 18 do trecho da SP de acesso à rodovia Washington Luís.

Após essa reportagem ser publicada na edição impressa da Gazeta, o DER enviou nota para a redação do jornal dizendo que mais alguns quilômetros da via seriam recuperados.

Trecho da nota dizia ainda que por conta dos números apresentados pelo jornal, o departamento junto ao Governo do Estado decidiu destinar parte da verba para recuperação de mais um trecho. Esse trecho foram vários quilômetros, inclusive estes que agora estão esburacados.

Ainda no fim do ano passado, a Gazeta mostrou que um convênio foi liberado pelo Governo do Estado no valor de R$ 20,680 milhões para mais investimentos na rodovia. O projeto que segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Potirendaba tinha sido assinado pela prefeita, Gislaine Franzotti, prevê a construção de terceira faixa em nove quilômetros e acostamento pavimentado de outros 21 quilômetros.

Além disso, a obra terá também a construção de um dispositivo, tipo rotatória fechada, na altura do quilômetro dois, restauração da estrutura do pavimento, recapeamento da camada de rolamento, sinalização, defensas na ponte e represa da pista.

A camada de asfalto em todo o trecho é de espessura fina e além de esfarelar facilmente, o peso e o fluxo de veículos fazem com que os buracos se formem com facilidade. Por dia, a estimativa é de que, pelo menos, 3 mil veículos entre carros, motos e caminhões trafegam pelo trecho.

A falta de estrutura da via e a pouca conservação da malha não param de fazer vítimas. No último dia 16 nossa reportagem mostrou que um motociclista de 23 anos ficou ferido e o garupa, de 21, morreu depois de voltar da cidade. Eles estavam em uma moto quando bateu na traseira de um veículo.

Por meio de nota, o DER justificou que a obra executada no fim do ano passado é apenas um serviço paliativo para a conservação da malha e que não se trata de nenhum convênio de recapeamento. Falou que estes serviços são realizados para que boas condições de trafegabilidade sejam mantidas, até que as obras de recuperação estrutural da pista sejam iniciadas.

Disse também que atualmente o DER realiza a atualização do projeto executivo das obras e que a previsão é de que o projeto seja concluído até junho de 2015. Já sobre o edital, o Departamento informou que deverá ser publicado em agosto e as obras iniciadas em janeiro de 2016 com prazo de execução de seis meses.

O DER aproveitou para informar ainda que o convênio de R$ 20,680 milhões do Governo de São Paulo não foi firmado pela prefeita de Potirendaba, Gislaine, visto que é uma rodovia de jurisdição estadual e não tem nenhum tipo de ligação com o município.

A prefeitura de Potirendaba disse também em nota que a obra da rodovia João Neves é mais uma conquista da prefeita Gislaine e que através do seu trabalho e dedicação conseguiu sensibilizar o Governo do Estado com a necessidade da melhoria da principal via de acesso do município.

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts