Em eleição para presidente da Câmara de Cedral, última sessão do ano tem bate boca e ânimos exaltados

Posted by at 10:39 Comments Print

A última sessão do ano da Câmara de Cedral que aconteceu nesta última segunda-feira (10/12/2018), teve muito bate boca, troca de ofensas e ânimos exaltados. Até a Polícia Militar foi acionada durante a escolha para a mesa diretora do Legislativo.

Projetos, requerimentos e indicações foram colocados em discussão e aprovados pelos nove parlamentares. Entre os documentos está o pedido para castração de animais, coleta de lixo mais vezes na semana em bairros distantes e um projeto que diminui o prazo de 15 para sete dias para que os donos de terrenos baldios realizem a limpeza.

Os parlamentares usaram a tribuna afirmando que muitos lotes da cidade estão sujos e com mato bastante alto. Dezenas de casos de pessoas picadas por escorpiões já foram registrados no município de janeiro até agora.

Atualmente, a lei municipal de abril de 2006 estipula o prazo de 15 dias para que donos de terrenos efetuem a limpeza destes locais, porém, até que o proprietário receba o Aviso de Recebimento (AR), via Correios, a demora pode chegar até 30 dias, o que aumenta ainda mais a sujeira e consequentemente os problemas.

Um projeto de lei apresentado pelos parlamentares pede para que este prazo seja reduzido para sete dias e aplicando multa, caso não seja solucionado. O documento foi aprovado por unanimidade e agora segue para sansão do chefe do Executivo.

Além de escorpiões, a Gazeta recebeu também diversas reclamações da aparição de caramujos, devido à quantidade de lotes sujos na cidade. Além das propriedades particulares, moradores reclamam ainda que até lotes da prefeitura estão abandonados e virando abrigo para estes animais.

BATE BOCA E CONFUSÃO:

Ainda na sessão desta última segunda, os vereadores elegeram a mesa diretora para o biênio 2019 e 2020. Danilo Taveira (PP), foi escolhido com cinco votos para ser o novo presidente da Casa.

Vinicius Périco (DEM), foi eleito como vice -presidente, Fernando Baca (PTB), primeiro secretário e Claudinir Targa (PRB), para segundo secretário. Durante seus discursos, alguns parlamentares usaram a tribuna para agradecer e outros para trocar ofensas diretas e indiretas.

Taveira disse que fica feliz por ter sido escolhido e garante um mandato com maior respeito. “Posso garantir que teremos mais respeito nas sessões desta Casa de Leis, mais trabalho e transparência. Farei uma administração prezando pela ética e moral aos eleitores que nos escolheram para representá-los”, disse.

Fernando Baca usou a tribuna também para agradecer e se comprometer em fazer uma administração voltada ao respeito e a moralidade. Aproveitou ainda para ler um texto sobre uma reflexão do encontro de um menino com um sábio, onde afirmava que “carroça vazia, quanto mais vazia, maior é o barulho”.

A atual presidente, Maria Angela Faquim (PPS), subiu à tribuna recebendo protesto de populares que assistiam a sessão e de imediato pediu para a Polícia Militar fosse acionada, já que de acordo com o regimento interno, os moradores não podem se manifestar durante as sessões. Trecho de seu último discurso ela garantiu que continuará, mesmo fora da presidência, trabalhando pela população.

“Saio orgulhosa porque sei que agi com lisura e honestidade. A carroça vazia ela faz barulho, mas ela não vendeu pra prefeito sem licitação, ela não está sendo investigada, aqui nós temos a maioria sendo investigada ou vai ser investigada e as pessoas gostam de aplaudir pessoas que não merecem ser aplaudidas. Agora é vergonhoso pessoas do grupo votando contra ou votando em branco, isso é vergonhoso”, disse.

A presidente continuou seu discurso afirmando novamente que era vergonhoso ver a vereadora Sônia Oliani (DEM), ter votado nela na eleição anterior e este ano votar em Danilo. “O voto é livre e eu voto em quem eu quiser. Declaro a sessão encerrada”, disse Sônia.

Maria Angela continuou chamando a colega de falsa e ordenando que a Polícia Militar fosse acionada. Após a chegada da polícia, os vereadores e a população já haviam deixado o plenário.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Destaques Política Últimas Notícias , ,

Related Posts