EDITORIAL: Parceria do Suburbano

Posted by at 13:49 Comments Print

Não é de hoje que a população sofre com a lástima do transporte coletivo no Brasil e no mundo.

Não sendo diferentes, cidades da nossa região que viajam com essas bombas ambulantes dependem única e exclusivamente destes ônibus para poderem chegar aos seus destinos.

Há alguns anos o preço da tarifa era menor e até tinha ar condicionado, mas para economia de combustível, a empresa decidiu renovar a frota e tirar os carros com ar e ainda reajustou as tarifas.

Uma questão levantada é: _ Como que em meu carro eu não posso transportar ninguém em pé ou sem cinto de segurança e dentro do coletivo isso é permitido? – Talvez fossem as “parcerias” entre empresas e agências reguladoras?

Empresas tratam pessoas como se fossem objetos. Convidaríamos os tubarões de gravatas, no caso, donos das empresas, a fazerem uma viagem dessas em horário de pico e enfrentar um ônibus com quase 100 pessoas a bordo, espremidas como sardinhas dentro de uma lata.

Pessoas essas que são batalhadoras, que lutam diariamente para trazer o sustento para a família e o desenvolvimento para os centros urbanos. Enquanto os ΓÇÿtubarõesΓÇÖ desfrutam o conforto de seus poderosos carrões, os ΓÇÿcoitadosΓÇÖ dos usuários correm riscos de morte, sufocados e derretendo de calor dentro de um tubo de alumínio de 25 metros de comprimento.

Acho que essas empresas têm sorte em ainda não ter ocorrido nenhum acidente envolvendo esses ônibus extremamente lotados. Sorte ou profissionalismo dos motoristas que também são vítimas das empresas que, cada dia mais, só pensa em si mesmas e no enriquecimento desenfreado.

Ah, “parcerias” essas que não deixam cidades crescerem e população desenvolver. Enquanto houver o ato da boa camaradagem e a famosa parceria, esse circo com a cara do povo não acabará.

Basta nós darmos um basta!

Editorial Últimas Notícias , ,

Related Posts