Descubra oito mitos e verdades sobre o ar condicionado

Posted by at 6:00 Comments Print

Contagem regressiva para o verão. Exagero? Que nada! Daqui a pouco a estação mais quente do ano começa a dar o ar das regras no hemisfério Sul. Isso acontece porque o Brasil, país tropical que é, não possui as estações tão bem definidas. Por este motivo, a primavera é quase verão, e o fim do inverno é praticamente primavera. Aliás, até na estação mais fria do ano é possível observar dias quentes, dignas de um bronzeado na praia ou na piscina. E por ser calor o ano inteiro, de Norte à Sul do país, um equipamento não pode faltar em nossos lares.

Estamos falando do ar condicionado. Querido por muitos, odiado por alguns, o aparelho é um verdadeiro aliado contra o calor e a instabilidade térmica ao longo do dia. Aliás, não faz nada bem para a nossa saúde oscilações tão bruscas de temperaturas, com amplitude térmica que pode superar os 15 graus em poucas horas. O ideal mesmo é manter os termômetros em um índice constante. E para isso, sugerimos o ar condicionado inverter. Vamos explicar o porquê, logo abaixo, com os nossos 8 mitos e verdades sobre o ar condicionado.

1.      Ar condicionado só é bom no verão

Mito. Como dissemos logo acima, faz muito bem para a saúde manter a temperatura de forma estável, principalmente em ambientes fechados e abafados. Além disso, este controle na temperatura ajuda a manter a via útil de outros equipamentos que naturalmente esquentam, como computadores e televisores.

2.      Ar condicionado faz mal para o trato respiratório

Mito. O que faz mal é deixar de fazer a manutenção do equipamento. O acúmulo de fungos e ácaros na tubulação por onde o ar passa deve ser retirado de forma constante, em conformidade com o manual do fabricante. Ao contrário, de fato, poderemos respirar algo além de ar puro.

3.      Ar condicionado consome muita energia

Mito. Aliás, quase mito. De fato existem aparelhos de ar condicionado que gastam muita energia elétrica e são verdadeiros vilões da conta de luz. Mas esta é uma situação observada em aparelhos antigos – ou aqueles cuja instalação foi feita de forma equivocada. Para evitar este tipo de preocupação, é necessário investir no ar condicionado inverter.

Esta tecnologia faz a condensadora trabalhar de forma permanente, mas evitando os picos de consumo. Funciona assim: para resfriar o ambiente, um aparelho chamado condensador transforma o ar ambiente em ar frio, através de um motor movido à energia elétrica. O problema é que modelos antigos fazem o condensador funcionar de forma cíclica. Ou seja, resfria o ar, para de funcionar, e depois volta a resfriar.

O ar condicionado inverter faz este motor trabalhar a todo o momento, mas com menos intensidade. É como um carro na estrada, em que para manter a velocidade constante basta pisar pouco no acelerador.

4.      Ar condicionado é tudo igual

Mito. Há muitos modelos disponíveis no mercado. Os mais comuns são os conhecidos como janela e Split. O janela é aquele que precisa quebrar parte da parede para ser instalado. São mais baratos, mas tendem a consumir mais energia. Isso porque são poucas as opções de ar condicionado inverter deste tipo.

O Split é o dividido em duas unidades, chamadas de condensadora – que citamos logo acima – e a evaporadora. Esta última é o equipamento visível dentro do ambiente a ser resfriado. Através dele é que a pessoa vai controlar a temperatura, a intensidade do vento e programar o tempo para desligar (disponível em algumas versões).

Há ainda o portátil, que pode ser colocado em qualquer lugar. A única necessidade é fazer os tubos de troca de ar chegarem a um ambiente externo, através de uma janela. São boas opções para quem tem restrições para instalar os aparelhos tradicionais. Porém, o consumo de energia é maior, e o barulho da condensadora tende a não ser agradável. Procure sempre modelos que prometem menos ruídos.

5.      Ar condicionado inverter é mais caro

Verdade. Mas isso não significa muita coisa. A tecnologia inverter está presente, principalmente, no ar condicionado Split. A função faz o equipamento ser um pouco mais caro, porém a diferença é eliminada em poucos meses de uso, pois ele consome menos energia. Se comparado ao ar condicionado sem inverter, o consumo de eletricidade tende a ser até 40% menor. Algumas fabricantes prometem até 60% na economia de energia.

6.      Ar condicionado inverter é menos eficiente

Mentira. Não existe qualquer relação entre a capacidade de resfriamento com a tecnologia inverter. O que vai garantir a eficiência de um ar condicionado inverter ou comum é a instalação correta.

A condensadora, por exemplo, deve estar em local arejado e preferencialmente em área de sombra. Além disso, os tubos e conexões que ligam a condensadora à evaporadora devem ser limpos e vistoriados com frequência. Isso porque furos ou vazamentos comprometem a eficiência e podem resultar em gasto excessivo e desnecessário de energia.

7.      Ar condicionado com ciclo reverso é a melhor opção

Verdade. Lembra quando dissemos que ar condicionado é bom em qualquer estação do ano? Pois bem, o aparelho pode ser um ótimo aliado, também, para dias extremamente frios. No Brasil, sistemas de calefação não são comuns, pois nosso inverno não é rigoroso. Porém, picos de temperaturas podem ser bastante desagradáveis. O que o ciclo reverso faz é esquentar o ar ambiente para uma temperatura agradável almejada.

8.      Ar condicionado bom tem muitos BTU´s

Mentira. O BTU é uma unidade de medida britânica que atesta a capacidade do aparelho em resfriar os ambientes. Por esta razão, BTU tem relação com o metro quadrado do local de instalação. Quanto maior a área, maior deverá ser a potência em BTU. Não há interferência na temperatura, e sim na amplitude.

Em lojas online, como na Polo Ar, existe uma calculadora interativa para ajudar na escolha do BTU correto para cada necessidade.

Observação importante

Aliás, este é praticamente um nono item do mitos e verdades.  Muita gente confunde ar condicionado inverter com ar condicionado reverso. Como mostramos, não há qualquer relação entre as duas tecnologias. Um ar condicionado inverter pode ter, inclusive, a função reverso. A confusão geralmente acontece pela semelhança entre as palavras.

(Foto: Divulgação)

Destaques Economia Últimas Notícias , ,

Related Posts