Criminosos filmam enquanto roubam e torturam homem com facão em Potirendaba

Posted by at 16:58 Comments Print

A Polícia Civil de Potirendaba investiga o caso de dois bandidos que teriam torturado e roubado um homem de 57 anos em Potirendaba. O caso teria acontecido no último sábado (14/07/2018), mas só nesta quarta-feira (18/07) é que a Gazeta teve acesso com exclusividade às imagens feitas pelos próprios criminosos.

Os suspeitos teriam ido até a casa do idoso G.Q. e roubado sua carteira com dinheiro e documentos. Durante a ação, os ladrões filmam com um celular parte da tortura.

Eles obrigam que a vítima sente em uma cama. O criminoso R.S.M., de 21 anos, segura o celular e fala para o comparsa que como iria sujar o chão de sangue, era necessário levar a vítima até um canavial.

R. manda que o comparsa, M.A.S., de 36 anos, feche a porta para que as pessoas não ouçam os gritos da vítima. O homem tenta se levantar, mas é obrigado a continuar sentado.

Com um facão de cortar cana na mão, M. difere um golpe com a lateral da lâmina na cabeça da vítima. As imagens não mostram, mas a sessão de tortura continua, onde R. pega um pedaço de pau e também bate na cabeça do homem.

Sem reação e poder de defesa, a vítima apanha calada. Tudo acontece em um barracão, na entrada de Potirendaba, onde a vítima mora atualmente.

Na última segunda-feira (16/07), o Departamento de Investigação da Polícia Civil da cidade recebeu denúncia sobre o fato e passou a investigar o crime. Os policiais conseguiram localizar o vídeo e através das imagens identificar a vítima que foi levada para a delegacia.

G. contou aos policiais que foi roubado e espancado sem motivos. Ele contou ainda que teve sua carteira com dinheiro e documentos levados pela dupla.

Os criminosos foram identificados e levados para a delegacia, onde M. confessou a agressão, porém negou ter levado a carteira da vítima. R. confessou a participação no crime e inclusive afirmando ter dado os golpes com um pedaço de pau na cabeça do homem.

O mesmo ainda contou para os policiais que a carteira da vítima estaria na casa de M., onde foi apreendida. Os dois suspeitos que foram ouvidos e liberados, vão responder por roubo qualificado com pena de quatro a dez anos de reclusão.

Ainda para a polícia os agressores disseram que como o homem não limpava o local que mora, decidiram então dar um susto nele. G. recebeu cuidados médicos, onde levou vários pontos na cabeça, mas passa bem.

(Fotos: Gazeta do Interior e reprodução vídeo)

Cidades Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts