Creche de Bady Bassitt em reforma há quase seis meses obriga mãe a deixar filho em escola particular

Posted by at 6:00 Comments Print

O transtorno causado por conta de uma reforma que nunca termina em uma creche de Bady Bassitt, fez com que uma mãe pagasse escola particular para deixar o filho. A situação tem revoltado outros pais que reclamam que a obra não foi concluída no período de férias e uma vereadora que dá aula na creche não faz nada para solucionar o caso.

A Gazeta conversou com duas mães de alunos que por medo de que os filhos sofram algum tipo de agressão dentro da creche preferem não se identificarem. A secretária de uma clínica que é mãe de um menino de um ano, conta que está pagando R$ 140 por 15 dias para não deixar o filho conviver no meio da poeira.

“Ficamos o mês de janeiro inteiro levando nossos filhos na creche do bairro Meneses e mesmo assim ainda não terminaram essa reforma. Meu filho é alérgico e se eu quis tirar ele do meio da poeira e não gastar com remédios, tive que pagar escola particular”, diz.

O pó produzido na hora de lixar as paredes incomoda as crianças. Outra preocupação dos pais é o cheiro forte das tintas. “É revoltante saber que seu filho tem que ficar no meio de poeira, barulho o dia todo. Tiveram tempo suficiente para terminar essa reforma”, diz a mãe de uma menina de um ano e nove meses que também não quer se identificar.

Nossa equipe esteve pela manhã na unidade que fica no centro da cidade e a aparência de quem passa na frente do prédio é que de nada foi feito até o momento. Nossa reportagem tentou saber o valor da reforma com a prefeitura, mas ninguém soube falar o valor exato.

A revolta maior dos pais é saber que a professora Carmen Lucia Alecio que também é vereadora do município nada fez para resolver o problema. O jornal tentou falar com por telefone, mas ela não atendeu nossas ligações.

O engenheiro da prefeitura responsável pela obra, Nelson Luiz Marques de Mendonça, não soube explicar o motivo da atraso e nem admitiu que a creche está sendo reformada desde novembro do ano passado. “A reforma foi feita em duas etapas. Eu não me lembro quando foi que começou a reforma, mas não faz tudo isso não”, disse.

Sobre o prazo final da entrega, ele acredita que dentro de 15 dias a obra será concluída. A Gazeta vai acompanhar o caso.

(Foto: Agência Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts