COVID-19: Prefeito de Potirendaba (SP) decreta fechamento do comércio a partir desta terça (24)

Posted by at 17:36 Comments Print

O prefeito de Potirendaba (SP), Flávio Alves, decretou na tarde desta segunda-feira (23/03/2020), o fechamento do comércio local por tempo indeterminado. A medida para conter o avanço do novo coronavírus vale para bares, lanchonetes e entre outros.

Segundo o chefe do executivo, a decisão é uma estratégia também já adotada pelo governo do Estado. A determinação é por tempo indeterminado e será fiscalizada.

“Estamos fazendo valer uma determinação já do governo do estado para conter o avanço do novo coronavírus também em nosso município. Felizmente não temos nenhum caso confirmado ou suspeito, mas só assim para não deixarmos que esse vírus entre em nossa cidade”, explica Flávio.

De acordo com o decreto, é ordenada a suspensão, até nova determinação, do funcionamento de atividades e serviços não classificados como essenciais, a exemplo de bares, academias e centros de ginástica, ainda que ao ar livre, restaurantes, lanchonetes trailers, feiras livres, salões de beleza, babearias, bem como quaisquer estabelecimentos comerciais que permitam a reunião de pessoas, como espaços para festas, casamentos, shows e eventos, com finalidade de restringir o acesso proximidade entre as pessoas.

Trecho do documento afirma que para não interromper por completo acesso da população a produtos, mercadorias e serviços básicos, é permitido o funcionamento de mercados, supermercados, mercearias e padarias, desde que sem consumação local farmácias e drogarias, clínicas médicas e veterinárias, distribuidoras e revendedoras de gás, além de postos de combustíveis. Parte da decisão diz que os proprietários devem estabelecer regime de revezamento, horários alternativos, restrição ao quantitativo de pessoas.

Ainda no artigo 1º do decreto, a prefeitura afirma que os comerciantes deverão limitar a aquisição de produtos que possam sofrer impactos do aumento do consumo.

Entregas em domicílio – delivery – estão liberadas desde que observem as medidas de higiene amplamente divulgadas pelos meios de comunicação.

O comerciante que não cumprir o decreto pode ser multado, ter o alvará cassado, além da interdição temporária e todas aquelas previstas pela legislação. O decreto assinado na tarde desta segunda, passa a valer já a partir desta terça-feira (24/03/2020).

A presidente da Associação Comercial e Industrial (ACIP), Giovana Favaron, pede a colaboração dos comerciantes e também da população.

“Infelizmente é uma medida que não agrada a todos, mas é extremamente essencial e só assim para contermos o avanço desta doença. Já estamos comunicando todo o comércio e vamos cumprir, porém vamos também cobrar fiscalização, pois a determinação vale para todos os comércios”, diz.

A prefeitura da cidade adotou carros de som para orientar a população que não saia de suas casas. De acordo com o município, a partir de amanhã, fiscais de postura, Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária e Polícia Militar fiscalizarão se o decreto está sendo cumprido.

(Foto: Reprodução/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts