Corpo de homem que morreu com suspeita de malária é enterrado em Catanduva

Posted by at 9:44 Comments Print

A Secretaria de Saúde de Catanduva está investigando as causas da morte de um morador da cidade no último sábado, dia 28 de janeiro, por suspeita de malária. O paciente Carlos Dimas Bissi, de 63 anos, começou a sentir os sintomas há cerca de 20 dias depois de voltar da África.

O corpo do paciente que foi enterrado na tarde desta última segunda-feira (30/01) antes passou pelo Serviço de Verificação de Óbito em São José do Rio Preto para confirmar o motivo da morte. Os resultados dos exames devem sair em 15 dias.

A Secretaria acompanha o caso. O prontuário médico de atendimento da vítima passa por avaliação pelo Departamento de Vigilância em Saúde.  “A história clínica entre outras informações necessárias para a condução do caso estão sendo levantadas”, disse o secretário da cidade, Ronaldo Gonçalves Júnior.

Inicialmente, o paciente foi consultado na UPA e o caso foi notificado como suspeito de dengue, no dia 25. A família de Carlos afirma que houve negligência por parte do atendimento.

Mesmo que a perícia indique que o óbito foi ocasionado pela malária, a Secretaria tranquiliza a população, pelo fato de que na região de Catanduva não há o vetor da doença.  “A maioria dos casos de malária se concentra na região amazônica (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins), área endêmica para a doença”, finalizou o secretário.

(Foto: Divulgação)

Destaques Saúde Últimas Notícias , ,

Related Posts