CorelDraw ou Illustrator: qual o melhor?

Posted by at 13:49 Comments Print

O mercado de desenho vetorial é dominado por basicamente dois softwares: CorelDraw e Illustrator. Os dois programas têm qualidades excepcionais, mas, afinal, qual deles é melhor? Nessa disputa há uma espécie de rixa entre os adeptos e cada usuário que você questionar dificilmente conseguirá ser imparcial.

Analisar esses softwares voltados para designers é um processo muito complexo. A diversidade de diferenças dos mesmos é enorme e cada usuário, logicamente, tem a sua preferência de acordo com o trabalho que for realizar. Após anos de discussão sobre o assunto, nunca se chegou a um denominador comum sobre qual o melhor, mas, no Brasil, o CorelDraw X7 (em sua versão mais atual) é o mais utilizado.

Conheça as diferenças entre o CorelDraw e o Illustrator

Como dito anteriormente, o CorelDraw é o software de edição gráfica mais utilizado no Brasil. Isso se dá por causa da sua presença mais longeva no mercado. Devido ao grande número de usuários, a maioria das gráficas, birôs de impressão, serigrafias, estamparias, entre outros estabelecimentos, dá preferência para o programa. Veja algumas características positivas e negativas dele:

Positivas:

  • É fácil de usar, com recursos intuitivos, sendo ideal para iniciantes;
  • Sua interface é limpa e sólida;
  • É leve, o que não exige computadores de última geração;
  • Possui recursos de texto sofisticados e bem fáceis de usar;
  • Oferece suporte a múltiplas páginas, permitindo uma fácil configuração para tamanhos e orientações diferentes;
  • Tem muitos recursos de impressão, imposição, separação de cores, além pacote para reunir todas as fontes, perfis de cores e links usados no projeto;
  • O aplicativo CorelPHOTO Paint dispensa o uso de um software exclusivo para edição e tratamento de imagens;
  • Permite suporte a rastreio de imagens Raster, convertendo-as em desenho vetorial;
  • Faz operações de maneira simplificada, permitindo que uma mesma ferramenta possa modificar diferentes tipos de objetos;
  • Praticamente tudo na interface pode ser mudado de lugar e ter uma tecla de atalho atribuída.

Negativas:

  • Tem uma instabilidade relativamente frequente;
  • Seu nível de detalhe é limitado pela simplicidade de suas ferramentas;
  • Não se dá bem com formatos de arquivos nativos do Illustrator;
  • O uso de plugins e macros é limitado e o desenvolvimento desses recursos é escasso;
  • O gerenciamento de cores é contrastante e ainda precisa de calibração profissional para entregar um resultado satisfatório;
  • Seus recursos de transparência e sombra não entregam um resultado muito bom.

Já o Illustrator, por sua vez, tem uma interface muito semelhante a do Photoshop e do InDesign, todos programas pertencentes ao pacote Adobe. Por conta da quantidade de recursos, ele não é muito aconselhável para usuários menos experientes. Veja as características positivas e negativas desse software:

Positivas:

  • Resultados muito bem acabados e profissionais;
  • Quantidade de recursos superior;
  • Flexibilidade da interface com o uso de painéis;
  • Integração com os demais aplicativos da Creative Suite;
  • Recursos de fechamento de arquivos sólidos e confiáveis;
  • Compatibilidade com muitos formatos de arquivo;
  • Infinidade de recursos de efeitos e ferramentas de rastreio aprimoradas;
  • Sofisticada automação com o uso de plugins;
  • Estabilidade total;
  • Recursos excelentes como 3D, Extrude & Bevel, além da opção Revolve.

Negativos:

  • Interface “desorganizada” para usuários iniciantes;
  • Novos usuários terão dificuldades por não ser um programa intuitivo;
  • Muitos processos aparentemente simples exigem muitos cliques e mais de uma ferramenta;
  • Pede um equipamento com bom processamento e quantidade de memória;
  • Não possui recursos de imposição de páginas;
  • Não possuía o recurso Package até a versão CS6. Ele só foi adicionado depois, e está disponível apenas para usuários da Creative Cloud.

(Foto: Divulgação)

Geral Últimas Notícias , , ,

Related Posts