Confira dicas de economia doméstica e veja como um site de promoções pode te ajudar a economizar

Posted by at 15:20 Comments Print

Organizar-se com os custos da casa é de extrema importância para economizar e ter o controle dos gastos em geral. É possível poupar de forma consciente, basta ter um pouco de planejamento, estar disposto a mudar alguns hábitos e ficar antenado nas promoções. Em época de crise, desemprego e inflação alta, é importante buscar alternativas para equilibrar as finanças e o orçamento doméstico.

Mesmo que a teoria já seja conhecida, muitas vezes não é colocada em prática e isso acaba gerando problemas financeiros, inadimplência e endividamentos. Nesses casos, o ideal é começar o seu planejamento estudando e organizando o seu orçamento e as contas que possui. A partir daí, você precisa identificar o problema, se houver algum e buscar maneiras de resolvê-lo mudando suas ações com relação a forma de lidar com o dinheiro.

Confira essas dicas de economia doméstica que vão ajudá-lo a manter as finanças de casa em equilíbrio:

1 – Faça os serviços domésticos, evitando contratar empregadas, diaristas e jardineiros. Nesses casos, o custo mensal pode reduzir consideravelmente usando apenas algumas horas do seu dia.

2 – Pondere as compras. Você realmente precisa ter mais um par de sapatos? Faça a pergunta antes de comprar o produto por impulso e deixar guardado no armário. Pensar antes de gastar dinheiro é o primeiro passo.

3 – Caso chegue a conclusão de que precise realmente de determinado produto, busque promoções pela internet. Uma boa dica é visitar sites que reúnem produtos em promoções das mais variadas categorias. Um exemplo de site assim é o Promobit.

4 – Verificar o quanto você gasta ao mês, semestre ou ao ano em tarifas bancárias é um bom indicador se o banco está corroendo suas finanças. Se discordar dos valores pagos, busque outros bancos.

5 – Reduza os gastos com as contas básicas. Quando sair de um cômodo, desligue a luz. O mesmo vale para a água, já que não há necessidade de escovar os dentes com a torneira aberta, por exemplo.

6 – Não use o cheque especial como renda extra. A modalidade é um empréstimo que o banco oferece, mas os juros são os maiores entre os produtos financeiros, até mesmo que os do cartão de crédito.

7 – Liste todos os seus gastos. É muito mais palpável quando há um documento com as despesas expostas. Dessa forma, você saberá exatamente quais cortar e o que pode manter no orçamento.

8 – Coma mais em casa do que na rua. Além de economizar, estar na cozinha pode se transformar em um momento de prazer. Leve a família para o cômodo e faça um almoço em conjunto, por exemplo.

9 – Estabeleça metas de poupança para a realização de sonhos e para ter uma reserva financeira destinada a cobrir imprevistos. Pagando à vista é possível negociar preços.

10 – Estabeleça limites de gastos para cada categoria de despesa e acompanhe ao menos semanalmente se os gastos estão evoluindo dentro do limite definido. Repensar é uma das recomendações.

11 – Requisite a participação de toda a família, inclusive os filhos. Peça ajuda a todos os membros, para que eles se sintam também responsáveis pela saúde financeira da família. Assim, ficará mais fácil estabelecer o orçamento familiar.

Na hora de comprar é preciso ser cauteloso.  O planejamento é a base de tudo, então, se for realmente necessário efetuar uma compra, é preciso pensar bem sobre a necessidade do produto em questão e após isso, buscar promoções a fim de salvar alguma quantia.

As compras pela internet tendem a ser sempre mais em conta. Procurar promoções na rede pode ser uma boa saída para economizar. Pagar em dinheiro, através de boleto, por exemplo, é uma forma de trazer os gastos para o presente e diminuir os impactos e um possível endividamento futuro.

Uma outra maneira de poupar é repensar suas opções de lazer. Se a pessoa vai ao cinema toda semana, ela pode reduzir para duas vezes ao mês. “O ideal é procurar atrações gratuitas, mas não deixar de se divertir, já que uma rotina restritiva é difícil de ser seguida”, reconhece. O mais importante é a força de vontade. Sabendo o que se quer, é possível fazer mudar.

(Foto: Divulgação)

Economia Últimas Notícias ,

Related Posts