Com rigoroso período de estiagem de quase 180 dias, chuva chega tímida ao noroeste paulista

Posted by at 12:20 Comments Print

Prestes a completar 180 dias de um rigoroso período de estiagem, a chuva desta sexta-feira (14/09/2018) ainda não será suficiente para reposição de mananciais, rios e principalmente para a agricultura. A última chuva que caiu em Potirendaba foi no dia 17/03 de 52,7 milímetros.

A medição é realizada pela Casa da Agricultura da cidade e aponta índices alarmantes para a falta de chuvas em 2018. De janeiro até agora choveu 626,8 milímetros e no mesmo período do ano passado foram 654,3 milímetros, uma diferença de 27,5 milímetros.

Uma parcela de culpa está no mês de abril que, há nove anos, não registrava índices tão preocupantes. No ano passado foram registrados 164,7 milímetros e abril deste ano só 19,1.

O último dia que choveu em Potirendaba foi no dia 17/03 uma quantidade de 52,7 milímetros. No dia 12 de abril e no dia 20 de maio tivemos chuvisqueiros que somaram 26,3 milímetros, e, que segundo o auxiliar de apoio agropecuário de Potirendaba, Odécio Gonçalves, contribuem apenas na umidade relativa do ar.

“Cada milímetro significa que um litro de chuva se acumulou sobre um espaço de um metro quadrado. São chuvas que melhoram muito a qualidade do ar, porém que não contribuem para a reposição de mananciais, rios, pastagem e agricultura de forma geral. A chuva ideal é de pelo menos 30 milímetros ou então se essa chuva de hoje continuar assim por alguns dias”, ressalta.

Segundo o Instituto de Meteorologia da Unesp, o outono deste ano foi o mais seco da última década. Muitos cursos de água recuaram de forma preocupante e os reflexos da estiagem são bem visíveis.

A previsão para esta sexta é de 66% de chuva, 41% amanhã e 45% no domingo. Segundo os sites de meteorologia, a próxima semana deve ser nublada e com pancadas de chuva, porém nada de grandes volumes ainda.

(Foto: Alex Henrique/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts