Com candidato único, Ibirá (SP) tem 43,36% dos votos anulados durante as eleições

Posted by at 8:48 Comments Print

Quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Disputando as eleições com candidato único, a cidade de Ibirá (SP) elegeu um prefeito pela maioria de votos válidos, porém, com quase a metade insatisfeita. 43,36% dos votos foram anulados no município.

Dos 7.353 eleitores que foram às urnas nas eleições do último domingo (15/11/2020), 3.188 decidiram anular sua opção de escolha. Disputando candidatura única, o atual prefeito, Edvard Colombo (PSDB), foi eleito com 3.872 votos (52,66%). Isso porque o candidato, Felipe do Biscoito (MDB), teve sua candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral e não disputou o pleito.

Ibirá possui, segundo o IBGE, 12.518 habitantes e 8.113 eleitores que estavam aptos a votar nestas eleições. Segundo o TSE, 760 pessoas do município não compareceram às urnas no último domingo para fazer uma opção de escolha.

Moradores chegaram a enviar mensagens para a Gazeta cobrando a possibilidade da realização de novas eleições no município. O estudante de engenharia, Gustavo Chinaglia, diz que o candidato eleito não o representa.

“Eu chego a conclusão de que isso não é democracia. Só tivemos um candidato, sendo que apenas 33% da população da cidade quer ele. Esse candidato eleito não me representa”, afirma.

De acordo com as regras do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto nulo não possui nenhum efeito. Isso mesmo: os votos nulos e brancos não entram no cômputo dos votos, servindo, quando muito, para fins de estatística.

O TSE, afirma que “votos nulos são como se não existissem: não são válidos para fim algum. Nem mesmo para determinar o quociente eleitoral da circunscrição ou, nas votações no Congresso, para se verificar a presença na Casa ou comissão do quorum requerido para validar as decisões”.

“É imprescindível, no entanto, que a opção de escolha não esteja fundamentada na premissa errada de que o voto nulo poderá atingir alguma finalidade – como a alardeada anulação do pleito. Se o eleitor pretende votar nulo, ou em branco, este é um direito dele. Importa que esteja devidamente esclarecido que seu voto não atingirá finalidade alguma e, definitivamente, não poderá propiciar a realização de novas eleições”, afirma o Tribunal.

Nas 12 cidades de circulação da Gazeta (Bady Bassitt, Catiguá, Cedral, Elisiário, Guapiaçu, Ibirá, Nova Aliança, Novais, Potirendaba, Tabapuã, Uchoa e Urupês), 80.553 eleitores foram às urnas no último domingo. Destes, 6.899 decidiram anula sua opção de escolha e outros 2.253 decidiram votar em branco.

(Foto: Divulgação TSE)

Destaques Eleições 2020 Últimas Notícias , ,

Related Posts