Com 62 anos de tradição, restaurante Cambuy encerra suas atividades em Urupês (SP)

Posted by at 8:45 Comments Print

Sábado, 30 de maio de 2020

Um dos restaurantes mais famosos da região encerrou suas atividades esta semana, em Urupês (SP). Conhecido pelas memórias e sabores inesquecíveis, o restaurante Cambuy serviu café da manhã, almoço e jantar durante 62 anos.

A história começou no dia 28 de outubro de 1958, quando Pedro Jorge Pazin decidiu comprar o antigo Bar do Cido que já existia há quase 20 anos na cidade. Comandado pela família durante estes 62 anos, o local chegou a virar madrugadas, sem fechar as portas.

Lucia Helena Pazin é neta do seu Pedro e conta que, filhos, netos e bisnetos passaram pelo restaurante. O comércio é o único de Urupês comandado pela mesma família durante toda sua existência.

“O restaurante foi atravessando as gerações da família. Começou com meu avô, depois os filhos, depois vieram os netos e até os bisnetos. O restaurante servia de café da manhã, à sobremesa no jantar. Era um local muito famoso e conhecido, não só pela cidade, como também pela região”, lembra.

Localizado bem próximo da praça central, o Cambuy recebeu grandes nomes nacionais como o ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas, Fleury, Jânio Quadros, Orestes Quércia, Mazzaropi, Ankito, Adhemar de Barros, Paulo Maluf, Demônios da Garoa, Tião Carreiro (da dupla Tião Carreiro e Pardinho), Chitãozinho e Xororó, Gaúcho da Fronteira, Francisco Egídio, Gilberto e Gilmar, Nelson de Tupã, Osmar Milani, Os Modernistas, Pedro Bento e Zé da Estrada e tantos outros nomes.

A fama foi crescendo e, na década de 80, houve uma escassez de cerveja em todo o país. O restaurante da família era o único da região que funcionava como choperia e tinha, na época, o tão famoso Brahma Chopp. Por muitos anos somente ali também era possível encontrar o popular da TV sorvete da Kibon, tornando-o referência na venda do produto.

Além do trivial bife na chapa e arroz com feijão, o Cambuy também foi conhecido pelos pratos exóticos como miolo frito, língua empanada e miúdos que, pela confiança na higiene, muitas pessoas só comiam ali.

Sustento de pelo menos quatro famílias, além de dezenas de funcionários que por ali passaram, na última segunda-feira 25 de maio, o Cambuy fechou suas cortinas e encerrou um espetáculo em grande estilo, que amou e encantou gerações. A família diz que a pandemia do novo coronavírus não foi a culpada pelo fechamento, mas ajudou na decisão de que ‘está na hora de parar’, já que a filha mais nova de seu Pedro tem 78 anos de idade.

“Chegou o momento de parar. Encerramos nossas atividades sem marcas negativas, com boas recordações e deixando saudades, isso que é o mais importante”, finalizou a neta Lucia.

Para quem ficou com água na boca de degustar as maravilhas que eram servidas no restaurante, a família estuda em breve, servir alguns pratos no sistema delivery. Sendo assim, Urupês vai poder continuar saboreando das delícias do Cambuy que jamais podem ser esquecidas.

Sócios-proprietários por mais de seis décadas, os irmãos Pazin (Heitor, Edes, Else e Maria) estiveram juntos no local para registrar uma última imagem

(Fotos: Arquivo pessoal)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts