“Claro, cinco dias no escuro”; clientes de Potirendaba estão sem sinal há cinco dias e começam a migrar de operadora

Posted by at 13:55 Comments Print

A revolta e a indignação de usuários com a empresa de telefonia móvel, Claro, tem feito com que clientes de Potirendaba migrassem para outras operadoras. A única torre da cidade não funciona desde a última quinta-feira (23).

No dia 1º de setembro desse ano a Gazeta do Interior mostrou o problema que se arrasta há, pelo menos, seis meses. Quando ocorre falta de energia na cidade ou superlota a capacidade de usuários do sistema, a antena simplesmente para de funcionar e todos os clientes ficam sem sinal nos aparelhos.

Na última quinta-feira uma queda de energia elétrica por volta das 10h e outra às 13h30 causaram o problema. Depois disso, os usuários não conseguiram mais realizar ou originar chamadas ou encaminhar ou receber mensagens de texto.

Como nossa reportagem mostrou mês passado, a explicação para o problema é uma suposição, pois as respostas dada pela operadora afirmam que não existe problema na cidade. Potirendaba tem uma única antena instalada desde 2004 na rua Senador Barros Penteado, no centro. Com os anúncios do sinal de internet 4G em todo o país, o município ainda recebe sinal 2G que começou a ser implantado na década de 1990, com a implantação do sinal digital e até hoje é utilizado em várias partes do mundo.

Ele utiliza principalmente o GSM (Global System for Mobile Communications) e está estabelecido como o principal recurso de conversação, por oferecer todas as ferramentas necessárias para as operadoras. Para internet móvel, no entanto, já está bastante defasado.

A empregada doméstica, Ivonete Aparecida de Oliveira, é uma das clientes que deixou a operadora nesta segunda-feira. Ela tinha um plano pós-pago com a Claro e realizou a portabilidade numérica para a operadora Vivo. “Eu só acho isso uma grande palhaçada com a minha cara. Cinco dias sem funcionar, para mim já chega. Tenho filha pequena e preciso ficar ligando para ao meu marido ir buscar ela na escola. Sem celular eu faço o que. Migrei o meu e amanhã já vou migrar o do meu marido também”, diz.

Além da frustração, comerciantes estão tendo prejuízos com a falta de sinal da operadora. Antonio Henrique Filho que é vendedor na cidade reclama. “Eu tenho chip das quatro operadoras, mas tenho clientes que só tem Claro e eles não conseguem me ligar, resultado disso é prejuízo”, conta.

Segundo um dos sites mais famosos de reclamações do País, o Reclame Aqui, de outubro de 2013 a novembro de 2014 a operadora Claro teve 96.259 reclamações registradas. Desse número, apenas 44 delas foram solucionadas.

De acordo com a assessoria de imprensa da Claro, um técnico vai ser enviado a Potirendaba nesta tarde para tentar identificar o problema.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts