Cidades da região começam a receber IPTU 2015

Posted by at 16:27 Comments Print

Nas três principais cidades da região de circulação da Gazeta do Interior os carnês de IPTU 2015 já começaram a ser entregues. A previsão em Potirendaba, Tabapuã e Uchôa é de que mais de R$ 5 milhões sejam arrecadados só este ano.

O Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) é uma imposição brasileira instituída pela Constituição Federal cuja incidência se dá sobre a propriedade urbana. A finalidade principal desse imposto é a obtenção de recursos financeiros para investimentos básicos como saúde, educação e segurança dos municípios.

Em Potirendaba, segundo a prefeitura da cidade, não teve aumento do imposto de um ano para outro, somente a correção da inflação de 6,58% com base do índice nacional de preços ao consumidor – IPCA, acumulado nos últimos 12 meses.

A cidade que tem 7.157 imóveis, arrecadará esse ano R$ 3.834.438,56. Os carnês com a primeira parcela com vencimento para fevereiro já estão sendo entregues.

Para a prefeita da cidade, Gislaine Franzotti, a contribuição do IPTU é devolvida para o município através de investimentos na saúde, educação e outros benefícios. “No ano de 2014, como reconhecimento para quem pagou o IPTU em dia, foram enviados cupons para participar de sorteio de prêmios beneficiando o contribuinte que paga os impostos corretamente. Também criei a Lei 2.338 de fevereiro de 2010 que beneficia os aposentados e pensionistas do município, pois quem tem apenas um imóvel e renda familiar de até um salário mínimo fica isento do pagamento do IPTU”, diz.

Gislaine diz ainda que, em 2014, teve um percentual de 21% de inadimplências, ou seja, quase 1,5 mil contribuintes deixaram de quitar o imposto.

Em Uchôa a estimativa de arrecadação, segundo o prefeito da cidade, José Claudio Martins, é de R$ 700 mil. O município também reajustará a cobrança de acordo com a inflação de 6,5%.

Para Claudio, o valor cobrado pelo IPTU na cidade é pequeno, mas é importante que o valor seja pago. “É importante que a população pague em dia, pois nossa arrecadação é pequena e 15% vai para a saúde, 25 % para a educação e o que sobra investimos no município. Então é fundamental que o contribuinte pague em dia seus tributos para os serviços básicos não deixem de ser prestados à população”, comenta.

Tabapuã também reajustará em 6,5% de acordo com a inflação. A previsão do valor de arrecadação para 2015 a prefeitura não soube informar até o fechamento desta matéria.

Para o prefeito da cidade, Jamil Seron, a importância é a mesma que os demais tributos. “A população deve ter o conhecimento que com o IPTU pago em dia as possibilidades de investimentos em setores de grande utilidade pública como saúde e educação, por exemplo”, diz.

Jamil diz ainda que o número de inadimplência atualmente na cidade chega aos 40%. Considerando que o município possui estimadamente 4 mil casas, mais de 1,6 mil pessoas não quitaram seus débitos com a prefeitura de Tabapuã em 2014.

Lembrando que a não quitação do IPTU em alguns municípios pode acarretar em negativação do nome do proprietário do imóvel, além de poder ir para leilão.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior-arquivo)

Destaques Economia Últimas Notícias , , , ,

Related Posts