Casa em estado de abandono incomoda vizinhos com aparição de escorpiões, pernilongos e ratos

Posted by at 16:07 Comments Print

Um imóvel em estado de abandono no bairro morada do Sol, em Potirendaba, há décadas que tira a paz dos vizinhos. Na casa que mora um homem com problemas mentais há pneus velhos, garrafas e muito lixo. A preocupação dos moradores é com a aparição de animais peçonhentos que nos últimos tempos já tem se tornado rotina.

O cheiro forte que vem de dentro da residência da para ser sentido por quem passa já pela calçada. A impressão é de que o imóvel está abandonado ou não mora ninguém alí, pois não há muros ou portões e a quantidade de lixo acumulada no local assusta.

A residência fica na rua João Antonio de Siqueira, esquina com a Orides Del Fáveri, em uma área importante da cidade. Há poucos metros do local fica instalada a cozinha piloto do município.

São dezenas de pneus e garrafas com água parada, ferros, plásticos e restos de comida espalhados pelo quintal. Com tanta sujeira, a aparição de pernilongos e animais peçonhentos é inevitável.

A aposentada Rosa Fiori Becati que mora quase de frente, conta que teve que colocar tijolos para tapar os canos de água pluvial para impedir a entrada de ratos. “Se a gente não tapar os ratos invadem minha casa. Eu e meu marido já estamos cansados desse problema”.

Dona Rosa diz ainda que a situação já se arrasta há mais de duas décadas e que o morador do local sofre de problemas mentais. “Ele não toma banho, não se alimenta direito. Ele ficou assim depois que sofreu uma congestão. Agora ninguém faz nada por que ele tem problema e quem fica sofrendo é a gente”, comenta.

Problema maior ainda enfrenta o fisioterapeuta Clauton Maranhão dos Santos. O consultório dele fica em frente à casa e comenta que os clientes estão irritados com tanto pernilongo. “A secretária tem que dedetizar com inseticida as salas a cada 20 minutos, mas mesmo assim não resolve nada. Vivemos com portas e janelas trancadas para os pernilongos não atrapalharem os meus pacientes”, diz.

Marines Borim que é outra vizinha do problema mostra o protocolo com fotos da reclamação feita no dia 13 de fevereiro de 2013 na prefeitura do município. Ela conta que até hoje, quase dois anos depois, nenhuma resposta foi dada pelo poder público.

Nossa reportagem tentou conversar com o homem que mora na casa, porém ele disse que não tinha nada para falar.

Por meio de nota, a prefeitura de Potirendaba disse que o setor de fiscalização e da Vigilância Sanitária já fez várias visitas e passou o caso para o Departamento Jurídico. A Prefeitura então instaurou processo administrativo a fim de notificar o proprietário para que então ele realize a limpeza do imóvel. Trecho da nota diz ainda que em caso de não cumprimento, o Departamento Jurídico da prefeitura ingressará com ação judicial.

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts