Carne de porco: mitos, verdades e como preparar

Posted by at 9:56 Comments Print

Suculenta e apetitosa, a carne de porco é um dos pratos prediletos em muitos lares, sendo muitas vezes o prato principal em ocasiões especiais. Durante anos este tipo de alimento foi considerado um vilão da saúde, em razão do alto colesterol e gorduras presentes em suas fibras.

Contudo, graças aos avanços da tecnologia na últimas décadas, a carne de porco consumida atualmente possui baixo teor de gordura saturada. De acordo com dados do Serviço de Informação de Nutrição Humana, as mudanças foram possíveis em razão de cruzamentos genéticos altamente seletivos.

Além disso, a Vigilância Sanitária  realiza uma fiscalização rigorosa de controle de qualidade, a fim de garantir que o produto esteja em perfeitas condições para consumo. Saiba quais são os principais mitos e verdades da carne suína e confira algumas dicas de preparo.

Mitos e verdades sobre a carne de porco

●    A carne de porco transmite doenças?

Verdade. Animais criados em péssimas condições acabam se tornando hospedeiros intermediários de parasitas, por isso a importância do severo controle de qualidade, para assegurar a procedência do produto. Quando não bem cozida ou assada (o cozimento deve ser entre 70°C e 90°C) a carne contaminada pode ser altamente prejudicial à saúde.

Para evitar esse risco, recomenda-se consumir carne suína de fabricantes confiáveis, como por exemplo a Swift, uma das marcas mais tradicionais do mercado que conta com carnes de alta qualidade.

●    Este tipo de carne engorda e tem alto teor de gordura.

Mito. A carne suína é extremamente nutritiva, rica em vitaminas e minerais. Basta dar preferência a pratos com cortes magros, como lombo, pernil, bisteca e paleta, seguindo à risca as orientações de preparo.

●    A carne de porco é considerada uma carne branca.

Mito. Apesar de não apresentar a coloração avermelhada, a carne de porco é considerada na realidade uma carne vermelha, contendo a mesma quantidade nutricional que uma porção de carne bovina.

●    Quem está de dieta não deve comer carne suína

Mito. Contanto que sejam consumidos cortes magros sem fritar, alternando com outros tipos de carnes, não há motivo algum de a carne de porco ficar de fora das refeições de quem está de dieta: muito pelo contrário, é um alimento extremamente nutritivo, ideal para acompanhar saladas.

Como preparar?

  • Adquira somente produtos de marcas confiáveis e de procedência segura
  • Mantenha a carne de porco bem refrigerada e armazenada
  • Antes de preparar o alimento, remova a gordura externa da carne
  • Marinar a carne por 12 horas com temperos (cebola, salsão, limão etc.) ressalta ainda mais o sabor e amacia as fibras
  • Para ficar suculenta e perfeita para consumo, o ponto ideal da carne é o tom rosado
  • Limão, vinagre e frutas como maçã, laranja, banana da terra, figo ou abacaxi são excelentes acompanhamentos para degustar um prato agridoce.(Foto: Divulgação)

Saúde Últimas Notícias , ,

Related Posts