Campanhas pedem que donos não deixem animais soltos em rodovias

Posted by at 12:02 Comments Print

Concessionárias que administram rodovias da nossa região estão realizando uma campanha de prevenção para que produtores rurais e donos não deixem animais soltos na beira das estradas. Acidentes graves já foram registrados nos últimos anos só aqui na região da Gazeta.

Um dos que chamaram a atenção da região foi em 2014, quando um motorista atropelou um cavalo solto na vicinal que liga Tabapuã a Uchôa. O motorista Celso Donizete Luciano Pereira Filho, de 30 anos, sofreu ferimentos leves, mas o irmão dele, André Luiz Luciano Pereira, 27 anos, que estava no banco do carona, acabou morrendo no local.

Um mês depois, o empresário Anderson Rola, de 42 anos, vinha com o filho, Artur Goloni Rola, de 16 anos, de Bady Bassitt pela vicinal Luiz Carlos Brandollezi, quando captou o veículo depois de desviar de um cavalo solto na pista e bater em uma árvore, em Potirendaba. Felizmente ambos sofreram ferimentos leves e se recuperaram bem.

A campanha de prevenção de acidentes com animais é das concessionárias que administram rodovias como a Washington Luís e Transbrasiliana BR-153. Funcionários estão distribuindo panfletos e orientando motoristas e produtores rurais que transitam pelas estradas pedindo que todos colaborem para evitar  situações de risco.

As concessionárias estão pedindo também para que os produtores verifiquem as condições das cercas e porteiras para evitar a fuga desses animais. “Estamos reforçando as cercas com a equipe de obras e esclarecendo com os proprietários a guarda consciente, deixar a porteira fechada e evitar que o animal vá para a rodovia”, diz Fernando dos Santos, gerente de operações de uma das concessionárias.

Acidentes desse tipo ocorrem com frequência nas estradas brasileiras e o que é pior, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), vem crescendo nos últimos anos. Na BR-153, em 2015, no trecho que corta a região foram registrados foram 36 acidentes envolvendo animais. Já de janeiro a março deste ano já foram nove.

Na rodovia Washington Luís, entre os municípios de São Carlos (SP) e Mirassol (SP), são cerca de 30 acidentes com animais na pista por ano. Só agora em 2016  já foram oito.

“Primeiro passo importante é estar sempre no limite de velocidade de cada rodovia e prestar atenção total, assim ele poderá conseguir desviar. Segundo é que os produtores e donos de sítios realizem constantemente a manutenção nas cercas às margens das rodovias”, explica o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Flávio Catarucci.

(Foto: Gazeta do Interior-arquivo)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , , , ,

Related Posts