Caçadora desafia críticos e publica fotos de animais mortos por ela em redes sociais

Posted by at 17:51 Comments Print

Após a intensa repercussão negativa da morte do leão Cecil, um dos símbolos da África, por um dentista praticante de caça a animais, era de se esperar que os praticantes dessa atividade fossem mais discretos nas redes sociais. Mas esse não é o caso de estudante americana Sabrina Corgatelli, que passou a usar sua conta no Facebook para compartilhar cliques ao lado de diversos animais mortos e responder os haters, os críticos online.

Em uma das imagens com mais comentários críticos, Sabrina posa sorridente ao lado de uma girafa morta numa expedição à África. “Dia #2 – Peguei uma velha girafa incrível. Que animal!! Não poderia estar mais feliz!! Minha emoção após abatê-la foi um sentimento que jamais vou esquecer!!!”, escreveu ela na legenda.

Além da girafa, as expedições da estudante de contabilidade de Idaho, nos Estados Unidos, à África do Sul renderam fotos ao lado de um alce, veado, um enorme crocodilo, entre outros animais.

“Adoraria ver sua cara de bruxa na parede da minha casa pra que eu pudesse cuspir nela toda vez que passasse perto”, comentou uma internauta. “Você deve estar muito orgulhosa de si mesma. Vá para o inferno, sua bruxa! Se você pensa que matar animais por diversão é legal você é uma retardada!”, postou outro.

No fim de semana, após centenas de comentários como estes, a americana postou uma foto de Leonardo DiCaprio como o protagonista de “O Grande Gatsby” com a legenda: “Para todos os haters – fiquem ligados, vem muito mais por aí para vocês ficarem p…”

De acordo com o diário inglês Metro, a caça a girafas é legal na África do Sul, Namíbia e Zimbábue, onde os amantes da caça chegam a pagar até US$ 15 mil por animal abatido. No Zimbábue, local da morte do leão Cecil, a caça a leões, leopardo e elefantes foram suspensas, mas não há nenhuma proibição com relação a girafas, por exemplo.

(Foto: Reprodução Facebook)

Destaques Nacional Últimas Notícias , , ,

Related Posts