Bebê com bactéria rara na medula morre em Potirendaba

Posted by at 12:57 Comments Print

Um bebê de sete meses morreu na manhã desta quarta-feira (4/1), depois de passar por tratamento de uma rara bactéria na medula. Luiz Manoel da Silva Perez lutou quatro meses contra a doença.

De acordo com o pai, Carlos Alberto de Souza Perez, por conta da bactéria, o menino não conseguia sentar e se mexer. “Foram três meses de muita luta, mas que infelizmente não teve jeito, perdemos ele. Ele não conseguia se mexer, infelizmente não tinha movimento nenhum”, diz.

Luiz tinha uma bactéria chamada Parvovirus B19 que ataca a medula e faz perder todos os movimentos. A infecção desta bactéria varia entre 2 e 10% em crianças com menos de 5 anos e 50 e 70% em adultos.

Ela se espalha essencialmente através de gotículas respiratórias, mas também pode transmitir-se através de transfusões e de mãe para filho, se mulheres grávidas forem infectadas durante a gravidez. A doença infelizmente ainda não tem cura.

Ao longo desses meses, Manoel ficou internado no Hospital da Criança e Maternidade de São José do Rio Preto, mas acabou não resistindo. Nesse período, campanhas de doações foram feitas por entidades na cidade para ajudar o bebê.

O pai que é tratorista conta ainda que estava ampliando a casa para quando ele voltasse. “Infelizmente não deu tempo”, finaliza.

O corpo de Luiz está sendo velado no cemitério de Potirendaba e será enterrado às 9h desta quinta-feira (5/1).

(Foto: Arquivo pessoal)

Cidades Destaques , , ,

Related Posts