Às ‘vésperas’ de eleição prefeitura de Bady Bassitt decide consertar cratera

Posted by at 16:17 Comments Print

Por Jonas Garcia e Diogo De Maman

Mais de sete meses depois, a prefeitura de Bady Bassitt decide consertar a cratera que corroeu os nervos da população da cidade. O que mais chama a atenção é que a pouco menos de 60 dias para as eleições municipais é que o buraco começou a ser consertado.

Vivemos em uma região de cidades pequenas e o que se nota é o abandono nos quatro anos. Com alguns baldes de tintas e roçadeiras, nos últimos meses as cidades começam a ficar bonitas e bem cuidadas. Às pressas, uma verdadeira avalanche de obras começa a ser entregue para os moradores.

Em Bady Bassitt isso não é diferente. No dia 15 de dezembro do ano passado, a tubulação de água debaixo da rodovia SP-355, Maurício Goulart, foi arrastada pelas fortes chuvas. De lá pra cá o que se viu foi um verdadeiro jogo de empurra e o buraco que era grande, se tornou ainda maior.

No começo apenas o acostamento estava interditado com a cratera, com as chuvas as duas faixas foram engolidas e agora o trânsito é desviado pelo acostamento do outro lado da rodovia.

No dia 3 de fevereiro deste ano, técnicos da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil estiveram no local e solicitaram documentos à prefeitura para que o valor do convênio fosse liberado junto ao Governo do Estado. Depois da demora de cinco meses é que o município entregou os documentos técnicos para a obra.

A Gazeta mostrou que em nenhum ano a prefeitura realizou carnaval na cidade, mas em 2016, ano eleitoral, o evento foi feito. Diante das inúmeras reclamações de falta de verba e a crise financeira enfrentada pelas prefeituras, Bady Bassitt torrou cerca de R$ 150 mil com a festa. Dinheiro este que poderia ter sido usado para consertar o buraco.

Nesse começo de julho a empreiteira que venceu o processo licitatório pelo valor de R$ 356.899,20 iniciou as obras. No mês passado, a prefeitura postou em sua página de relacionamentos no Facebook que o valor do convênio era de R$ 530 mil reais, porém o valor total liberado para a recuperação do local é R$ 430.325,72, sendo R$ 408.809,43 recursos do Estado e R$ 21.516,29 do município.

Quem passa todos os dias pelo local reclama. Luciano dos Santos é vendedor e viaja todos os dias de Nova Aliança para São José do Rio Preto. Ele fala que já não aguenta mais conviver com o problema. “Já não basta os buracos da rodovia, ainda ter que correr risco nesse local. Isso aqui pode desmoronar a qualquer momento, só esse prefeito que não enxerga”, diz.

Quem vem de Potirendaba também sofre com o desvio. Adriana Aparecida Romero trabalha em uma confecção em Bady e diz que já quase se acidentou no local. “Eu tenho que vir de moto e passar por aqui não é fácil. Andar pela rodovia já é difícil, imagina então ter que desviar por um acostamento improvisado”.

Já quem mora em Bady sente vergonha. “Que lindo que fica para a cidade uma cratera dessas no meio da rodovia. Nosso município só é referência na região pelos buracos, que triste”, diz a estudante do ensino médio, Natalia Janaina Gonçalves.

A prefeitura da cidade informou que a obra está sendo executada no prazo e que a demora na liberação dos documentos para o pedido de verba faz parte do processo burocrático do município.

Uma foto enviada por um leitor da Gazeta mostra que caminhões da prefeitura da cidade estão trabalhando na obra, junto com a empreiteira. Nossa reportagem entrou em contato com o dono da empresa que executa a obra, mas ele não atendeu nossas ligações. Já a prefeitura da cidade não quis se manifestar sobre o assunto.

(Matéria publicada na edição impressa da Gazeta do Interior do mês de julho de 2016)

(Fotos: Jonas Garcia/Gazeta do Interior)

Destaques Política Últimas Notícias , , , , ,

Related Posts