Após denúncia da Gazeta, prefeitura de Potirendaba inicia desassoreamento de lagoas de tratamento de esgoto

Posted by at 8:57 Comments Print

Após reportagem especial da edição impressa da Gazeta do Interior, a prefeitura de Potirendaba iniciou nesta terça-feira (16/10/2018), o desassoreamento da Estação de Tratamento de Esgoto do município. A obra é executada através de Parceria Público Privada (PPP) com empresas da cidade.

De acordo acordo com a prefeitura, algumas mudanças foram feitas, inclusive com a troca de funcionários responsáveis pelo setor. A denúncia da Gazeta mostrava que a cidade estava jogando, todos os dias, pelo menos 2 milhões de litros de esgoto no córrego da Água Espalhada sem nenhum tipo de tratamento.

Conforme a reportagem apresentou, as três represas que seriam responsáveis por tratar 97% do esgoto doméstico estavam assoreadas, tomadas por lixo e não realizando seu papel que seria tratar os dejetos. A obra entregue em 2003 teria capacidade para receber toda a produção da cidade por até 20 anos.

Na manhã desta terça, a prefeitura deu início ao serviço de limpeza destas lagoas com recursos próprios, funcionários da prefeitura e Parceria Público Privada. A Usina Cofco International emprestou máquinas que são responsáveis pela retirada do material sólido do fundo das represas.

Todos os dejetos estão sendo levados por caminhões do próprio município até as valas do aterro sanitário. A realização do serviço conta com a permissão emitida pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), inclusive acionada pela Gazeta durante a produção da reportagem de agosto de 2018.

Por hora, a cidade produz 85 mil litros de esgoto que hoje são jogados no rio sem nenhum tipo de tratamento. Ainda de acordo com a prefeitura, o serviço de desassoreamento que vai durar em média três dias, deve solucionar o problema.

(Foto: Agência Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , ,

Related Posts