Alerta: Extenso período de estiagem seca fonte de água mineral em Ibirá

Posted by at 8:48 Comments Print

O longo período de mais de 100 dias de estiagem que castigou o noroeste paulista fez com que uma fonte de água mineral em Ibirá (SP) secasse. Nem mesmo as chuvas de mais de 100 milímetros na semana passada foram suficientes para recuperar a água.

Ibirá é mundialmente conhecida pelas águas termais ricas em Vanádio. O município possui cinco fontes de águas minerais que jorram água 24 horas dentro do parque Termas de Ibirá, sendo que uma delas secou.

Nossa reportagem esteve no local neste último domingo (29/09/2019) e constatou que a fonte Carlos Gomes não tem mais nenhuma gota de água. Além dela, existe ainda a fonte Ademar de Barros, Jorrante, Sara-Cura e Seixas que por enquanto não há relatos de que estejam sendo afetadas.

Estas fontes apresentam variações de concentração, além do Vanádio, também de Enxofre, Flúor, Potássio, bicarbonatos e outros.

De acordo com o professor e geólogo, Tomaz Alberto Franco Coelho, a água de Ibirá é extraída do aquífero do Grupo Bauru, onde, ao passar pelas rochas, vai se enriquecendo com estes minerais.

“Infelizmente a retirada desenfreada de poços ao redor e a falta de chuvas tem provocado a seca destas fontes. A água de Ibirá é rica em todos estes minerais porque passa por um processo de purificação e enriquecimento até chegar ao solo”, explica.

Segundo a prefeitura do município, trata-se de um evento que ocorre há anos nos períodos de estiagem prolongada, tendo em vista que a Fonte Carlos Gomes “brota naturalmente” da terra para fora.

“No ano de 2003 e 2004, tal evento ocorreu em diversas fontes do Parque do Balneário o que levou à um questionamento, à época, junto ao DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) tendo sido realizada audiência pública neste Município, juntamente com geólogos do Órgão Federal que explanaram que tal evento pode ocorrer após um longo período de estiagem nem sempre no mesmo ano, ou seja, um longo período de estiagem em um determinado ano pode resultar na baixa da quantidade de água que brota naturalmente na fonte em anos seguintes”, diz o departamento jurídico do município.

De qualquer forma, a prefeitura de Ibirá diz que já entrou em contato com especialistas para novamente averiguar e pesquisar a situação deste ano. Na semana passada, nossa região chegou a registrar mais de 100 milímetros de chuvas em apenas dois dias, mas que infelizmente ainda não foram suficientes para que a fonte voltasse a brotar água.

Sobre a água de Ibirá

Após anos de estudos, especialistas descobriram que essas águas atuam, de modo geral, no organismo, complementando tratamento que visa a recuperação e manutenção da saúde. Segundo os médicos, as águas de Ibirá são eficientes no auxílio aos tratamentos de diversas enfermidades.

Dentre as características dos seus principais elementos destacam:
vanádio, que atua como moderador das oxidações orgânicas,
o flúor por sua presença, principalmente, nos dentes e ossos,
o íon potássio interfere no metabolismo muscular,no coração, sistema nervoso e outros setores do organismo,
bicarbonato tem aplicações variadas em medicina, internamente para os distúrbios do estomago e externamente exerce uma ação sedativa sobre os tecidos inflamados, por isso seu uso em afecções nasais, bucais e cutâneas

Uma pesquisa foi feita entre três laboratórios – um do Brasil, um da Espanha e um dos Estados Unidos – mostrou, por meio de um método chamado Carbono-14, que a água da fonte termal de Ibirá tem 26.650 anos e atestou grau de pureza absoluto do líquido, que está todo esse tempo lá, sem nenhuma interferência humana.

(Foto: Colaboração leitores)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts