Agentes de saúde contratados em Bady Bassitt deverão fazer curativos e aplicar injeção

Posted by at 9:29 Comments Print

A prefeitura de Bady Bassitt realizou um concurso público no último domingo (21/10/2018) para contratar 30 agentes comunitários de saúde. O que impressiona, no edital, é o fato que os profissionais precisarão fazer curativos, aplicar injeções e até fazer faxina no local de trabalho.

A prova com 40 questões foi aplicada às 9h do domingo nas escolas municipais Nice Beolchi Ferreira do bairro Água Limpa III e Pref. João Matheus Telles Menezes do bairro Colina Sul I. Ao todo, mais de 600 candidatos se inscreveram no processo.

O que chama a atenção é algumas das principais atribuições que o cargo exige. Entre elas está ministrar medicamentos específicos de acordo com os problemas de saúde básicos detectados; medir pressão arterial; fazer curativos; aplicar vacinas, além de limpar e organizar o local de trabalho.

Algumas das funções específicas da área da saúde, apenas um técnico de enfermagem ou enfermeiro seria capacitado para tal serviço. Neste concurso, os requisitos para preencher os cargos era ter o Ensino Fundamental Completo e residir na área da comunidade em que atuar desde a data da publicação do edital do processo de seleção.

Nossa reportagem apurou que existe um pedido do próprio Ministério da Saúde, através do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), para que estes agentes passem a desempenhar tais funções, porém o pedido está parado em todo o país e ainda não há uma regulamentação do caso.

Cada candidato pagou R$ 25 para prestar o concurso e ao todo foram aplicadas 100 questões que variaram língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. O salário é de R$ 1.204,31 para 40 horas semanais de trabalho.

O gabarito com as respostas da prova já foi publicado na última segunda (22/10) no site da empresa que realiza o concurso. A divulgação da listagem dos aprovados ainda não há prazo.

Nesta última quinta-feira (25/10/2018), a Gazeta do Interior recebeu através de denúncia anônima nomes de 12 pessoas que supostamente serão aprovadas neste concurso, caracterizando assim uma fraude. O departamento jurídico do jornal decidiu manter os nomes dos candidatos em sigilo, porém protocolou uma representação com a lista de nomes no Ministério Público de São José do Rio Preto para que apure o caso.

A prefeitura de Bady confirmou a informação apurada pela Gazeta, onde diz que existe uma portaria no Ministério da Saúde com todas as especificações para os cargos de agentes de saúde do país e com base nessa portaria foi elaborado o concurso na cidade, aprovado pela Câmara, com as atribuições e todos os outros dispositivos legais.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts