Abandono de perfuração de poço profundo deixa moradores de Potirendaba sem água

Posted by at 15:00 Comments Print

É de gota em gota ou com as torneiras secas que donas de casa passam o fim de semana em alguns bairros de Potirendaba. Isso não aconteceria se a perfuração de um poço profundo na cidade já tivesse sido entregue.

Quem trabalha a semana inteira fora, imagina chegar no fim de semana e ter água para os serviços de casa, mas infelizmente não é isso que acontece no bairro Jardim das Hortênsias. Há tempos que isso não acontecia no município, mas devido ao crescimento da cidade a triste realidade chegou.

A costureira, Angelita Sanfelice, fala que último fim de semana os moradores ficaram sem água por quase de 12 horas. “Todo fim de semana está desse jeito. A gente trabalha fora e no fim de semana pensa em fazer o serviço de casa, mas não conseguimos. Era umas 10 horas da manhã de sábado e a gente já tava sem água e só voltou era umas 9 horas da noite”, muito difícil.

Potirendaba tem pouco mais de 16 mil moradores e há tempos que não sofria com falta d’água. Desde 2008 que a prefeitura da cidade investe em melhorias no sistema de abastecimento que é municipal como a perfuração de novos poços. O município tem, atualmente, 23 poços, desses, oito foram construídos nos últimos oito anos.

Mais um é o poço profundo do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) junto com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que teria também um reservatório metálico com capacidade para um milhão de litros. Isso representaria a produção de 150 mil litros de água por hora.

A obra de R$ 2.379.882,51 começou em outubro do ano passado e deveria ter sido entregue em abril desse ano. Mas por falta de repasses, a empresa abandonou a obra.

Com mais de três meses em atraso, o cenário que nossa reportagem encontrou no local foi de completo descaso com o dinheiro público. Quase 20 sacos de cimento estão jogados à céu aberto e já não podem mais ser utilizados, pois empedraram.

A prefeitura disse em nota que a empresa contratada é a Sales Água Nossa e que a obra encontra-se temporariamente paralisada por falta de repasses do Governo Federal e assim que for regularizado será retomada.

Nossa reportagem entrou em contato com a Funasa e o Ministério da Saúde para cobrar explicações sobre o atraso no repasse, mas ninguém retornou nosso contato.

(Foto: Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , , ,

Related Posts